Header Ad

Categories

Most Popular

Most Viewed

Instituto ABAD

O Instituto ABAD (IABAD) foi criado em 2006 com o objetivo de ser o braço social do segmento atacadista e distribuidor. Seu papel é articular, mobilizar e estabelecer parcerias com indústrias, organizações não governamentais e governamentais para promover ações nas áreas social e ambiental. Em 2010, recebeu a qualificação de OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público), o que possibilita aos investidores e doadores deduzirem como despesa o valor investido ou doado até o limite de 2% do lucro operacional. Conheça, a seguir, as atividades desenvolvidas pelo IABAD.



AÇÕES AMBIENTAIS

POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS

Em 2010, a Lei 12.305 instituiu a PNRS (Política Nacional de Resíduos Sólidos) e determinou medidas destinadas a reduzir o impacto ambiental do consumo de produtos industrializados e de suas embalagens, além de definir a responsabilidade compartilhada de todos os geradores de resíduos e instituiu a logística reversa das embalagens pós-consumo.
O Sistema de Logística Reversa é um dos principais instrumentos da PNRS e uma ferramenta para a implementação da responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos. A PNRS também previu a realização de Acordos Setoriais para garantir a atuação coordenada dos diversos segmentos que participam do ciclo de vida das embalagens utilizadas ao longo da cadeia de abastecimento (indústria, atacadistas e distribuidores, varejo, cooperativas de catadores, poder público).



ACORDO SETORIAL

O Acordo Setorial de embalagens de produtos não perigosos foi assinado em novembro de 2015 pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) e 22 entidades setoriais, entre elas a ABAD. As empresas signatárias do acordo setorial, intermediadas e acompanhadas pela Coalizão Embalagens, comprometem-se a investir em ações estruturantes junto a cooperativas como forma de melhorar a capacidade administrativa, operacional e de produtividade dessas entidades na recuperação e no beneficiamento das embalagens pós-consumo e de outros materiais reutilizáveis e recicláveis frente aos desafios locais na gestão de resíduos urbanos. Em seu site, a ABAD disponibiliza o Termo de Adesão ao Acordo Setorial para as empresas associadas a ela e/ou às suas filiadas estaduais, além de extenso material informativo.



COALIZÃO EMBALAGENS

A Coalizão Embalagens, da qual a ABAD também faz parte desde a sua criação, é a união de esforços de 14 organizações representativas de cerca de 850 empresas que utilizam ou produzem embalagens visando à implementação da Logística Reversa de resíduos de embalagens de produtos não perigosos, com o objetivo de assegurar que as embalagens que chegam ao mercado sejam corretamente descartadas e recicladas.

Por meio de seu Comitê de Comunicação, a Coalizão Embalagens é responsável por campanhas destinadas a conscientizar a população sobre os métodos existentes de não geração, redução, reutilização, reciclagem e descarte adequado das embalagens. Essas campanhas demonstram como a participação do cidadão é fundamental para viabilizar o Sistema de Logística Reversa.

Uma das principais iniciativas da Coalizão Embalagens é o movimento “Separe. Não Pare.”, disponível no site separenaopare.com.br que busca informar, inspirar e mobilizar a população brasileira a separar e descartar corretamente os resíduos domésticos.

PROJETO FUTURO CONSCIENTE

O Projeto Futuro Consciente foi desenvolvido pelo Instituto ABAD em parceria com a BOOMERA para atender ao disposto na legislação ambiental (Lei 12.305/10) e no Acordo Setorial para logística reversa. Seu papel é firmar parcerias e oferecer à indústria, de forma não onerosa, locais para instalação de Pontos de Entrega Voluntária de Materiais Recicláveis, com grande fluxo de público em especial nos varejos ou nas lojas de atacado de autosserviço de todo o Brasil.

O projeto também prevê ações de educação ambiental ao consumidor para redução na geração de resíduos e descarte adequado das embalagens pós-consumo, além de incentivar parcerias com cooperativas de catadores contratadas como prestadoras de serviço de logística reversa, contribuindo para profissionalizar e aumentar a renda dos cooperados, com relevante impacto social.

PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS

O Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS) é um documento técnico exigido por lei a todas as empresas que, em decorrência de sua atividade, gerem resíduos. O Plano identifica e quantifica a geração de cada tipo de resíduo e indica as formas ambientalmente corretas para o seu manejo até a destinação final.

O PGRS, também previsto na Política Nacional de Resíduos Sólidos, é definido individualmente para cada unidade física da empresa e geralmente é exigido pelo órgão ambiental municipal. Ele pode ser, muitas vezes, condição para a emissão do alvará de funcionamento. Visando ajudar os seus associados e/ou filiadas a cumprir as exigências legais, o IABAD firmou parcerias com empresas qualificadas para a elaboração do PGRS, como a Ecounity.

AÇÕES SOCIAIS

PROGRAMA NA MÃO CERTA

Desde 2008, a ABAD, por meio do Instituto ABAD, é signatária do Pacto Empresarial Contra a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes nas Rodovias Brasileiras do Programa Na Mão Certa, desenvolvido pela Childhood Brasil. O Programa Na Mão Certa reúne empresas com o objetivo de promover uma ampla união de esforços para acabar com a exploração sexual de crianças e adolescentes nas rodovias brasileiras, buscando sensibilizar o caminhoneiro para agir como agente de proteção de crianças e adolescentes nas estradas, reportando situações de risco ou evidência de exploração sexual.

Consciente do seu papel social e de sua representatividade, a ABAD convida todos os associados a conhecer o Programa Na Mão Certa e também assinar o Pacto Empresarial Contra a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes nas Rodovias Brasileiras.

CAMPANHAS SOCIAL E DE NATAL

As Campanhas Social e de Natal foram criadas com o objetivo de desenvolver ações de responsabilidade social corporativa que mobilizam o setor, com o envolvimento de seus parceiros e fornecedores. As campanhas são realizadas anualmente desde 2009 e contam com a participação das Representantes Estaduais do IABAD e o apoio efetivo das Filiadas ABAD.

A Campanha Social é realizada no primeiro semestre do ano através da arrecadação de alimentos, roupas e livros. Já a de Natal ocorre no segundo semestre, recolhendo brinquedos e roupas. Todas as doações são entregues a organizações sociais cadastradas que atendem crianças, adolescentes, jovens e idosos em todo o Brasil.

Em 2020, o IABAD engajou-se no combate ao coronavírus e suas graves consequências sociais, reforçando a divulgação por meios digitais e mudando a forma de arrecadação dos produtos, obedecendo assim às diretrizes de distanciamento social determinadas pelos órgãos de saúde. As doações deste ano foram recolhidas e distribuídas com o apoio do Mesa Brasil Sesc.

CAMPANHA PERMANENTE DE COMBATE À FOME

O IABAD, em parceria com o Programa Mesa Brasil, do SESC, realiza, desde 2013, a Campanha Permanente de Combate à Fome. O objetivo é fazer a ligação entre quem pode doar (o setor atacadista distribuidor) e quem precisa receber, fornecendo alimentos que não têm mais valor comercial, mas ainda estão apropriados para consumo, a entidades sociais idôneas previamente cadastradas no programa. Anualmente, toneladas de produtos em boas condições que seriam descartados por indústrias, armazéns, supermercados, atacadistas e outros beneficiam milhares de pessoas que não têm acesso a alimentos de qualidade. Além de ajudar a população carente a ter uma vida mais digna e saudável, a Campanha Permanente de Combate à Fome reduz o desperdício e custos extras com manuseio e descarte de alimentos. Até junho deste ano, já foram arrecadadas mais de 12 milhões de toneladas de alimentos, atendendo a cerca de 2,7 milhões de pessoas.