Header Ad

Categories

Most Popular

Most Viewed

Uma história que continua sendo escrita

A história contada nas próximas páginas tem início num passado muito remoto. Mais precisamente, 3.000 anos a.C. Ela começa com os fenícios, povo originado na costa do Mar Mediterrâneo, que atravessava os mares para vender suas mercadorias. Depois dos fenícios vieram os romanos, os burgos, na Baixa Idade Média, a era das navegações, no século XV, as transformações no mundo após as duas guerras mundiais. Foram muitos séculos até o conceito do que entendemos como comércio atacadista distribuidor se consolidar como prática corrente no mundo todo.
Aqui no Brasil, a história começa quando éramos colônia de Portugal, com as capitanias hereditárias sendo abastecidas por mercadorias trazidas em lombo de mulas. E prossegue com a saga de ousados empreendedores que enfrentaram os desafios de levar mercadorias a localidades onde estradas eram picadas abertas na mata, no início dos anos de 1950, quando o País engatinhava rumo ao desenvolvimento.
A ousadia deu frutos. O mais importante deles surgiu em 1981, no dia 23 de novembro, durante o 1º Congresso e 1ª Mostra Nacional de Distribuidores e Atacadistas, quando 53 empresários de 13 Estados assinaram a ata de fundação da Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores. Da sede da nova entidade, que funcionava na avenida Rebouças, na capital paulista, a história continuou a ser escrita e o trabalho ganhou capilaridade com a criação de filiadas: uma, duas, três; hoje, todos os Estados brasileiros e o Distrito Federal contam com filiadas ABAD.
Assim como os fenícios, os pioneiros que fundaram a ABAD também enfrentaram – e venceram – desafios. E continuam escrevendo a história.