Header Ad

Categories

Most Popular

Most Viewed

2020, ano atípico

Emerson Destro lembra que 2020 começou com sinais promissores na economia. A chegada da pandemia da Covid-19, porém, jogou por terra essas expectativas. “As empresas que atendem o varejo alimentar tiveram um quadrimestres positivo, de crescimento, embaladas pelo otimismo dos primeiros meses do ano e até pelo incremento provocado pela corrida da população aos supermercados no início da pandemia. Mesmo em abril, com o receio do desabastecimento debelado, o aquecimento se manteve.”



O quadro agora é outro. O aumento nos índices de desemprego e, consequentemente, a redução do poder aquisitivo devem impactar o setor. “Acredito que o consumo será mais racional, mais voltado para produtos essenciais e de primeira necessidade”, afirma o presidente da ABAD. O desafio que vem pela frente, acredita Destro, será o de as empresas do setor adequarem o portfólio oferecido ao varejista, a fim de reduzir o impacto da crise no ambiente de negócios. “Como somos um setor essencial, que vende produtos de primeira necessidade, a expectativa, no fim do ano, é de equilíbrio no faturamento. Mas temos consciência de que é um ano totalmente atípico, e o tamanho do desemprego e, consequentemente, da confiança do consumidor, vão ser determinantes”, pondera.

*Importante ressaltar que a pesquisa do Ranking foi realizada em janeiro de 2020, portante, antes da pandemia.