Header Ad

Categories

Most Popular

Most Viewed

ABAD Jovens e Sucessores

Desde 2006, o grupo ABAD Jovens e Sucessores (GAJS) tem a missão de contribuir para a formação e capacitação das novas gerações de gestores das empresas atacadistas e distribuidoras. Um verdadeiro MBA na área, fornece uma riquíssima oportunidade de networking para os sucessores e promove atividades como encontros, debates, visitas técnicas e palestras sobre os mais diversos temas.

O principal evento promovido pelo GAJS é a sua Convenção Anual, tradicionalmente em parceria com a Fundação Dom Cabral. O encontro reúne cerca de duas centenas de sucessores de todos os cantos do País para um fim de semana de conhecimento e troca de ideias, sempre com foco em inovação, divulgação de conteúdo técnico de alta qualidade e desenvolvimento do espírito associativo. “Apesar das restrições provocadas pela pandemia, nunca se fez tão necessária a realização da Convenção do GAJS. O pós-pandemia será um grande desafio para todos os setores”, destaca o presidente do Grupo ABAD Jovens e Sucessores, Juscelino Franklin de Freitas Junior, lembrando que a expectativa é de que o evento seja realizado em novembro.



Nos últimos anos, vem crescendo o número de entidades estaduais que formam seus grupos de jovens e sucessores nos moldes do GAJS. Eles promovem ações locais de relacionamento e debate de temas específicos de cada Estado, tornando-se cada vez mais fundamentais para garantir o futuro e o sucesso do nosso setor. “Nessa iniciativa, lidamos com Jovens Sucessores que estão tendo o primeiro contato com um ambiente de associativismo. Muitos deles nunca tiveram o hábito de sentar à mesma mesa com um concorrente. Eles percebem como é necessária essa aproximação para fortalecer o setor e encontrar soluções para os problemas que são comuns a todos”, afirma.

O presidente do GAJS termina o mandato em 2020 e faz uma reflexão sobre a gestão em quatro anos: “Faço uma avaliação criteriosa da atuação nesse período. Atingimos o objetivo primário de reforçar o trabalho nas filiadas ABAD para criar movimentos regionais e consolidar a Convenção do GAJS, colocando o evento no calendário oficial da ABAD. Isso é resultado de um grande trabalho em equipe com o apoio da estrutura da entidade”, conta. “Mas acredito que há muito ainda a ser feito. E o próximo presidente ou a próxima presidente terá a missão de dar continuidade a esse trabalho, levando em consideração não apenas a minha gestão, mas as gestões anteriores à minha. Acreditamos que fizemos aquilo que era importante para o momento”, conclui.