Header Ad

Categories

Most Popular

Most Viewed

Nielsen aponta queda de vendas do varejo

Na terceira semana de abril, as vendas totais do varejo moderno no Brasil tiveram queda de 15,1% em comparação com a semana anterior, segundo apurou a consultoria Nielsen Brasil. Esta análise semanal, iniciada desde o início das restrições decorrentes da Covid-19, engloba os resultados do autosserviço, farmácia e atacarejo, com dados de aproximadamente 150 varejistas de todo o País.

De acordo com a gerente de atendimento ao varejo da Nielsen Brasil, Fernanda Vilhena, essa desaceleração é natural, depois de um forte abastecimento na primeira semana do mês, para abastecimento e reposição da despensa, seguido de dias de compra para as festividades da Páscoa, na segunda.

Segundo o levantamento, as cestas de produtos sazonais, perecíveis frescos e mercearia foram as que mais contribuíram para a retração, já que elas são compostas por itens que registraram vendas expressivas para a Páscoa, como ovos de Páscoa (-98,3%), chocolates (-75,8%) e peixaria (-81,2%). A cesta de bebidas, com alta importância para o varejo, também apresentou queda, com os recuos mais significativos sendo verificados em vinhos de mesa (-26,3%), refrigerantes (-13,1%) e cervejas (-12,6%).

Os movimentos e tendências do consumo são tema do Anuário ABAD 2020. A publicação, editada pela Associação Brasileira dos Atacadistas e Distribuidores, será lançada em agosto próximo. Veja mais informação sobre o levantamento feito pela Nielsen Brasil.